Laços da Alegria

notícias

Gincana solidária do HRSAM foi sucesso entre voluntários

A equipe “Elas que pulem” – composta por Dra. Porpurina, Dr. Batatinha, Dra. Desastrada, Dra. Pink, Dra. Oxigênio, Dr. Monalisa, Dra. Soneca, Dr. Lego e a novatinha, Lívia – venceu a 2° gincana solidária do Laços da Alegria.

A ideia da competição nasceu em uma reunião por vídeo chamada com apoios da atividade no Hospital Regional da Samambaia (HRSAM).

O desafio, por sua vez, era incentivar os voluntários a doarem itens de higiene pessoal, roupas, cobertores e alimentos para a campanha Laços do Aconchego.

O plano cresceu, ganhou regulamento, envolveu diversas pessoas e virou um verdadeiro sucesso de arrecadação, conforme avalia uma das coordenadoras da atividade no HRSAM, Julye Lino.

“A gente sabe como essa pandemia [causada pelo novo Coronavírus] agravou a situação econômica de muitas famílias e como elas precisam de ajuda. A Fernanda e eu decidimos fazer alguma coisa, envolvemos os apoios e as ideias foram surgindo, sabe? Começou como algo simples, entre apoios, no grupo de WhatsApp dos voluntários que visitam o hospital, depois se converteu em uma gincana “hiper” disputada. Os meninos são competitivos”, brinca Julye.

Em 2019, a equipe do HRSAM venceu também a primeira gincana solidária, organizada pela Diretoria de Comunicação à época.

Matheus Bacelar, apoio das atividades no hospital, conta que a gincana ajudou a trabalhar seu psicológico durante o isolamento social, revelando, inclusive, como foi divertido coordenar a vitoriosa “Elas que pulem“.

“Participar de uma gincana nunca é algo fácil para alguém ansioso e competitivo”, se diverte. “Além de dormir e acordar pensando na gincana e em pontos, a maior motivação vem do intuito principal que este projeto pauta: a solidariedade”, completa Bacelar.

Competição – A equipe de apoio do HRSAM foi dividida em quatro, sendo dois líderes para cada.

Segundo Fernanda, que também coordena as atividades do Laços da Alegria no hospital, a principal motivação da disputa foi a arrecadação para o Laços do Aconchego, no entanto, os voluntários tiveram que fazer provas “relâmpago” nos grupos de WhatsApp e em suas redes sociais.

“A gincana é uma oportunidade de integração entre os voluntários. Coordenar essa ação foi prazeroso, acho que muito por ver os frutos dela e como a equipe está empenhada”, conta Fernanda.

A voluntária ressalta ainda que toda a gincana aconteceu remotamente, além de os participantes estarem comprometidos em atender todas as medidas de prevenção contra a Covid-19.

Premiação – Os vencedores receberam em casa uma cesta recheada de guloseimas juninas, carinhosamente apelidada de “Arraiá na Caixa”, com canjica, curau, paçoca, pipoca, bolo, entre outros. 

Para os líderes das equipes que ficaram em primeiro e segundo lugar, foram produzidas caricaturas personalizadas com os respectivos retratos em biscuit. 

Associação – O Laços da Alegria é um grupo independente sem vínculos políticos, religiosos ou financeiros que realiza há nove anos atividades em hospitais e Organizações Não-Governamentais (ONGs) do Distrito Federal. Atualmente o grupo tem mais de 1.5 mil voluntários.

Texto: Marcus Fogaça (Dr. Chapatin)
Edição: Nayara Sousa (Dra. Piquenique)

compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on email